Publicado por: gammaraba | janeiro 26, 2010

Classe artística apresenta propostas de apoio à cultura para vale

Grupos Culturais como o de Hip Hop poderão se apresentar no Centro Cultural proposto pela classe artistica

Convictos que a cultura, é um dos elementos cruciais para o desenvolvimento humano, econômico e social, a classe artística marabaense, representada pelo FPAC – Fórum Permanente de Arte, Cultura e Cidadania, apresentou na última semana a câmara municipal de Marabá, um conjunto de propostas articuladas e planejadas coletivamente, visando uma contrapartida da empresa Vale, junto às atividades culturais, artísticas e artesanais desenvolvidas no município.

A proposta que será anexada, ao documento oficial que será entregue a empresa, com as demais demandas do município nas mais diversas áreas, tem como objetivo minimizar os grandes impactos sociais, que ira surgir a partir do grande fluxo migratório, que o município ira receber decorrente do grande projeto de implantação da ALPA –  Siderúrgica Aços e Laminados do Pará.  

De acordo com o produtor cultural Marcio Holanda, que participou da construção do documento, dentre as inúmeras demandas levantadas pela classe artística, esta a construção de um “Complexo Cultural” edificado no bairro da liberdade, aliado a criação do “Liceu das Artes de Marabá”. O complexo seria composto por espaços para apresentações dos artistas e grupos culturais, onde o Liceu atuaria paralelamente como Centro de Formação Técnica Continuada para artistas, artesões e grupos culturais.  

Segundo Jairon Barbosa, representante da Casa da Cultura, outra demanda da classe, seria a criação de 10 Pontos de Cultura Municipais, que estariam distribuídos nos bairros centrais da cidade e também em locais mais afastados do centro urbano, e que teriam como objetivo ampliar e fortalecer uma forte rede de cooperação cultural já existente, afirmando a identidade Amazônica em suas diversidades locais.  

De acordo com Antonio Botelho, diretor do Galpão de Artes de Marabá, através da Cultura e das linguagens artísticas é possível ampliar as possibilidades criativas humanas e conseqüentemente diminuir o passivo social deixado, durante a implantação dos grandes projetos. Ainda de acordo com o artista, as propostas apresentadas, se fundem na busca por metodologias adequadas, para minimizar os impactos da ALPA sobre as comunidades atingidas pelo projeto, e justifica-se por apontar e desenvolver  técnicas culturais necessárias para alcançar um equilíbrio social,  cultural e ambiental que permita afirmar a coerência da construção desta grande siderúrgica.

O documentado apresentado para a empresa Vale, foi construído pelas seguintes instituições culturais: Fórum Permanente de Arte, Cultura e cidadania do Município de Marabá – FPAC/MAB, Conselho Municipal de Cultura, Núcleo de Artes da UFPA, Instituto Cultural Hozana Lopes de Abreu; GAM – Galpão de Artes de Marabá; ARMA – Associação dos Artistas Plásticos de Marabá; Fundação Casa da Cultura de Marabá;Projeto PROLER; Galeria Vitória Barros e Cine Marrocos.

Ederson Oliveira ASCOM/GAM

Anúncios

Responses

  1. Cada dia que passa sinto mais orgulho de minha cidade e dos artistas que constroem um novo olhar sobre a humanidade e o fazer cultural.
    Parabêns!!! ao bairro da Liberdade, Fórum Permanente de Arte, Cultura e cidadania do Município de Marabá – FPAC/MAB, Conselho Municipal de Cultura, Núcleo de Artes da UFPA, Instituto Cultural Hozana Lopes de Abreu; GAM – Galpão de Artes de Marabá; ARMA – Associação dos Artistas Plásticos de Marabá; Fundação Casa da Cultura de Marabá; Projeto PROLER; Galeria Vitória Barros e Cine Marrocos; e a tantos outros que colaboram na construção de um mundo possível.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: