Publicado por: gammaraba | janeiro 22, 2010

SUBVERCINE

Público presente no evento

Utilizando a ferramenta do audiovisual, como estímulo a promoção do pensamento crítico, e discussão dos aspectos correlacionados às questões que envolvem a cultura popular e regional. A UFPA – Universidade Federal do Pará, realizou de 13 á 15 de janeiro no auditório do Campus I com entrada franca, em parceria com o GAM – Galpão de Artes de Marabá, mostra de filmes da produção de autores locais, que reuniu dezenas de alunos, artistas e comunidade em geral.    

Com objetivo de buscar através da imagem fílmica, aspectos relacionados à crítica da imagem em movimento e a realidade de exclusão social e contradições ambientais próprias da contemporaneidade, a mostra de filme mostrou realidades marcantes, através da exibição de documentários, que trazem na sua essência as manifestações sociais e artístico-culturais da nossa região.     

Dentre as exibições que despertaram o interesse do público presente, destacou-se o vídeo arte “Tereza Bandeira”, que narra a historia e o cotidiano da artista, que mesmo sendo semi-analfabeta e com mais de 70 anos de idade, encontrou inúmeras formas de se comunicar, utilizando a literatura e as artes visuais, como expressão do seu sentimento por um mundo melhor.

De acordo com o artista visual Antônio Botelho, um dos autores do vídeo, o vídeo conta a historia de uma mulher além do seu tempo, que mesmo com todas as dificuldades que a vida lhe apresentou, nunca desistiu de se expressar, utilizando para isso as artes visuais.

Outro vídeo que chamou bastante atenção foi o “Visualidades Ambulantes da Orla”, produzido pelo artista plástico Marcone Moreira, o mesmo é fruto da pesquisa da bolsa que o artista conquistou do IAP –  Instituto de Artes do Pará, que mostra o cotidiano e o dia a dia dos ambulantes que trabalham com os isopores coloridos na orla de Marabá, a composição estética com cores variadas das fitas que cobrem os isopores, chamou atenção do artista, que se transformou num vídeo arte, bastante expressivo e que segura atenção do expectador do início ao fim.  

Segundo o professor Alixa dos Santos, um dos coordenadores do evento, a iniciativa foi idealizada por um grupo de professores e alunos do Curso de Formação em Arte-Educação da UFPA e artistas do município de Marabá, que denominaram a iniciativa de SUBVERCINE por se tratar de uma proposta de discussão onde os espectadores após a exibição dos vídeos, possam fazer questionamentos e bate papo sobre as propostas passadas durante a mostra de filmes. Alixa ainda ressaltou, que os interessados em  contribuir e participar do movimento, podem procurar o Núcleo de arte-educação da UFPA, para participar das reuniões do grupo.

  Ederson Oliveira/ASCOM

 

Anúncios

Responses

  1. Faço parte a 3 anos de um coletivo chamado SUBVERCINE, sou de natal mais moro em fortaleza e adorei ver o nome do nosso coletivo na programação de vcs.

    Robério Araújo


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: